"Mesmo que os meus versos nunca sejam impressos, Eles lá terão sua beleza, se forem belos." (FERNANDO PESSOA)

SEBO ARILOQUE

SEBO ARILOQUE
Encontre aqui seu livro!

sábado, 16 de fevereiro de 2008

FILHOS DA AMÉRICA - ÚLTIMOS MOMENTOS DE UM CONDENADO A VIDA



I
América da pátria, da força e da democracia,
Os teus filhos crescem, com o leite do teu seio
Instrumento pedagógico, que em termos, não tem meio
Quanto aos resultados de sua idiossincrasia.

II
E nesta sede torrencial por uma “ordem de nação”,
Dirigida por protestantes capitalistas e católicos molestadores,
Houve a gestação dos teus filhos, responsáveis por horrores,
Cometidos entre as artérias do seu próprio coração:

III
Noticiário: - Nesta tarde de inverno, um jovem universitário,
No saguão da instituição onde estudava,
Com uma pistola em cada mão, aos tiros se vingava,
Das vozes que diziam: “tu és louco, imbecil, otário!” 

IV
E vinte corpos após sua máxima empreitada,
Com um disparo final pôs fim ao seu plano,
E outra vez, o mundo assistiu sem engano,
A mais uma chacina "absurda, inexplicada".

V
Mas por que então caro hipócrita e alienado americano,
Não tira os olhos do noticiário que com sangue te seduziu,
Vá e pensa na sociedade que a este "assassino" produziu,
E não apenas chora os mortos do “criminoso desumano”.

VI
Veja tuas leis de uso de armas, viáveis desde o nascer,
Reflete a tua opressão moral, autoritária e viril,
Chora também os mortos, das nações que invadiu,
E lá conforta os órfãos e viúvas, que ainda estão a padecer.

Foto em negativo do jovem sul-coreano Cho Seung-hi, que vivia nos EUA desde 1992. Suas fotos foram exibidas como "troféu" por uma rede de TV americana, após ter cometido o massacre no Instituto Politécnico da Virgínia, em 2007.
Dica de filme:
Assassinos por Natureza (Natural Born Killer), 1994, de Oliver Stone http://www.jornalismo.ufsc.br/jornalismoemcartaz/assassinos%20por%20natureza.htm

 

3 comentários:

  1. Columbine, Virgínia, Ilinois...

    http://www.discoverybrasil.com/horazero/series1/escola_columbine/index.shtml

    http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u106578.shtml

    http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL300722-5602,00.html

    Até quando?

    ResponderExcluir
  2. Não me orgulho de dizer isto, mas devo ter uma boa idéia do que o koreano sentiu e o que levou ao estado, mas também não me envergonho...

    ResponderExcluir
  3. Se as condições subjetivas são determinadas pelas objetivas, e estas são de ordem do capital e não do humano, as conseqüências são nefastas. O Estado e a religião servem ao capital e não ao humano. A moral que rege a vida individual acaba submetendo-se ao capital - é preciso ganhar mais, e a religião - isso é censurado, aquilo é proibido. Perde-se a autonomia humana, segue a angústia, o desespero, o vazio, a náusea de viver, e aos atos de violência que rodam as manchetes de nossos jornais. Infelizmente este não foi o primeiro e não será o último fato do fracasso do sistema em satisfazer as aspirações pessoais, e que satisfaz apenas desejos de uma classe, burguesa cristã.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir

Costuro o infinito sobre o peito.
E no entanto sou água fugidia e amarga.
E sou crível e antiga como aquilo que vês:
Pedras, frontões no Todo inamovível.
Terrena, me adivinho montanha algumas vezes.
Recente, inumana, inexprimível
Costuro o infinito sobre o peito
Como aqueles que amam.

Hilda Hilst

Postagens populares

LICENCIADO CC

Licença Creative Commons
PESCADOR DE PENSAMENTOS de Adriano C. Tardoque é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.facebook.com/adriano.tardoque.