"Mesmo que os meus versos nunca sejam impressos, Eles lá terão sua beleza, se forem belos." (FERNANDO PESSOA)

SEBO ARILOQUE

SEBO ARILOQUE
Encontre aqui seu livro!

segunda-feira, 28 de julho de 2008

NÔMADE IDEAL DAS PRÓPRIAS RAZÕES



Eu,

Nômade em mim mesmo,
Inquieto espírito que não me pertence,
Alma que mapeia por onde eu ando.

Acampamentos levantei nas minhas cordilheiras,
Gélidas lembranças dos desertos que trilhei,
Insuperáveis abismos em sonho, superei...

Eu, perdido nos lugares que encontrei,
Nas costas um coração pesado, oscilante,
Nos caminhos de um mero e obcecado viajante,

Nômade ideal das próprias razões.

2 comentários:

  1. ...a maior viagem se faz através da alma e do pensamento. Podemos ir a qualquer lugar e sermos livres...Bj

    ResponderExcluir

Costuro o infinito sobre o peito.
E no entanto sou água fugidia e amarga.
E sou crível e antiga como aquilo que vês:
Pedras, frontões no Todo inamovível.
Terrena, me adivinho montanha algumas vezes.
Recente, inumana, inexprimível
Costuro o infinito sobre o peito
Como aqueles que amam.

Hilda Hilst

Postagens populares

LICENCIADO CC

Licença Creative Commons
PESCADOR DE PENSAMENTOS de Adriano C. Tardoque é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.facebook.com/adriano.tardoque.