"Mesmo que os meus versos nunca sejam impressos, Eles lá terão sua beleza, se forem belos." (FERNANDO PESSOA)

SEBO ARILOQUE

SEBO ARILOQUE
Encontre aqui seu livro!

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

MINHA PRECE CONFESSA (E SEM RIMAS)

El Greco - El soplón

Natureza, luz, glória, energia, vida ou paz...
Seja qual for o nome pelo qual atendes,
Meu coração se rende em palavras
Pela libertação da minh'alma, comprimida.

Não quero, caro universo, nada além de "Ser".
Nada mais me apetece do que a ideia de protagonizar.
Mas para que o ator deslumbre seus espectadores,
É necessário o amor, indispensavelmente.

Por isso, amplidão de algo que me assiste...
Toma nas profundezas deste espírito que vos fala,
O sentimento que se esconde nos abismos,
E profundezas conscientes do inconsciente.

Esculpe-me diariamente, camada por camada...
E quando der a vida ao objeto de sua formosura,
Põe-lhe no peito a paixão magnética
Que ao ferro se fixa, ferozmente.

E da-me então asas ou faz-me vento
E ao livramento me atiras, sem precipitar
Abençoando meu sonhos e coração
Libertando a emoção em poesia...

E colhe-me em infinito...

4 comentários:

  1. Linda poesia. Mas tenha certeza que os espectadores ja estão deslumbrados, pelo menos aqueles que enxergam o amor em você, como eu.

    ResponderExcluir
  2. Pois é amigo, estamos todos submetidos aos caprichos da "moira " clássica, absolutamente inexorável.
    Que Hefesto te abençoe. Zeus, certamente, não deixará que lhe falte uma musa inspiradora.

    ResponderExcluir
  3. Obrigada!poesia sempre é bem vida nessa vida.Hum professor de história + poesia perfeito!Tdb.

    ResponderExcluir
  4. "Zeus, certamente, não deixará que lhe falte uma musa inspiradora."
    Ela vem, ela vai. Eu fico e fico.

    ResponderExcluir

Costuro o infinito sobre o peito.
E no entanto sou água fugidia e amarga.
E sou crível e antiga como aquilo que vês:
Pedras, frontões no Todo inamovível.
Terrena, me adivinho montanha algumas vezes.
Recente, inumana, inexprimível
Costuro o infinito sobre o peito
Como aqueles que amam.

Hilda Hilst

Postagens populares

LICENCIADO CC

Licença Creative Commons
PESCADOR DE PENSAMENTOS de Adriano C. Tardoque é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.facebook.com/adriano.tardoque.