"Mesmo que os meus versos nunca sejam impressos, Eles lá terão sua beleza, se forem belos." (FERNANDO PESSOA)

SEBO ARILOQUE

SEBO ARILOQUE
Encontre aqui seu livro!

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

EVASIVO TRANSMISSIVO


Hieronymus Bosch - As tentações de Santo Antão

Não quero ser sucinto, direto,
Apenas jogar as idéias no espaço
Não gerar questões de embaraço
Na especulação do “SER” ou não, discreto.

Quero respostas imprecisas, instantâneas,
Que saem num solavanco rápido, impreciso...
Assim como brota no rosto, um belo sorriso,
Da graça escapada, das bobagens momentâneas.

A razão disso tudo é o instinto,
Do jogo das meras emoções inusitadas,
Que na surpresa das ações experimentadas,
Alimenta as fantasias de um faminto.

3 comentários:

  1. Que as 'portas da percepção' estejam abertas e que meu inconsciente se manifeste "num solavanco rápido, impreciso." "A razão disso tudo é o instinto."
    Se é que você me entende!!
    Beijo meu!!

    ResponderExcluir
  2. Hehehe... adooooreiiii!!! Falar nas entrelinhas?! Dizer e não falar?! Ser ou não ser eis a questão!!!! Simplesmente ameeeeiiii... Mexer com as emoções, com a razão e principalmente com o lado instintivo (puro prazer, o id), esperando a surpresa, o desconhecido... Alimentar o faminto?! Auauhhhh... Eu quero!
    Lindoooo esse poema!!! Tava inspirado.
    Ana Paula Vergara

    ResponderExcluir
  3. Nossa Adriano... Caramba... Adorei... Que lindo!!!!
    Quase achei que era eu que tinha escrito, ou que estava falando de mim!!!! rsrsrsrs É incrivel como as vezes escrevem coisas que se parecem tanto com a gente né!?

    Bjus

    Priscilla Bruno

    ResponderExcluir

Costuro o infinito sobre o peito.
E no entanto sou água fugidia e amarga.
E sou crível e antiga como aquilo que vês:
Pedras, frontões no Todo inamovível.
Terrena, me adivinho montanha algumas vezes.
Recente, inumana, inexprimível
Costuro o infinito sobre o peito
Como aqueles que amam.

Hilda Hilst

Postagens populares

LICENCIADO CC

Licença Creative Commons
PESCADOR DE PENSAMENTOS de Adriano C. Tardoque é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.facebook.com/adriano.tardoque.