"Mesmo que os meus versos nunca sejam impressos, Eles lá terão sua beleza, se forem belos." (FERNANDO PESSOA)

SEBO ARILOQUE

SEBO ARILOQUE
Encontre aqui seu livro!

sábado, 30 de agosto de 2008

ANJO CARIOCA



Para Denise

D'um vôo destes pelas ondas eletrificadas,
E nas esquinas dos desejos, acumulados,
Deparados e por si mesmos observados.
E após as palavras, em setecentos dias, manifestadas...

Desceste na terra das almas aceleradas.
E longe das conseqüências e dores dos teus lados,
Dançaste com o estranho o jazz dos apaixonados,
E a ele se fundiu, em transbordagens inequivocadas.

Deste tomaste o vinho e o servis-te das suas carnes temperadas,
Embora requisitava, pelo céu fluminense dos trovejados,
Desatinada então pelos revezes dos caminhos planejados,
E voltaste a distância mestra, das vidas, pela vida, separadas.
_____________________________________________________
"Birdland on Fifty-Three
The street sounds like a symphony
We got John Coltrane and a love supreme
Miles and she's got to be an angel.
Lady Day got diamond eyes
She sees the truth behind the lies"
(Angel of Harlen - U2)

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

A DANÇA DA ROSA DAS PÉTALAS INCENDIADAS



Fechaste os olhos e rosto levantaste,
Ergueste um braço, desceste o outro.
E partiste com a tua alma ao seu próprio encontro.
Ao movimentar seu ventre enquanto dançaste.


Em tuas mãos o pano tornou-se fogo,
Ao circular-te ao som das ladainhas e dos rumores
E nas melodias mágicas, das cordas e dos tambores,
Seduzes a vida, no vislumbre deste jogo.


Indescritível, tão bela, estavas a brilhar:
Inigualável rosa, vermelha e encantada,
Que o mestre Pixinguinha soube como cantar:


- Tu és, de Deus a soberana flor *... ADMIRADA!
Que pelos finitos adjetivos, não se poderia configurar,
E aos Cânticos de Salomão, reduziu a nada ... Nada ...


* Fragmento da canção Rosa, de Pixinguinha, pretenciosamente citada neste texto.

Costuro o infinito sobre o peito.
E no entanto sou água fugidia e amarga.
E sou crível e antiga como aquilo que vês:
Pedras, frontões no Todo inamovível.
Terrena, me adivinho montanha algumas vezes.
Recente, inumana, inexprimível
Costuro o infinito sobre o peito
Como aqueles que amam.

Hilda Hilst

Postagens populares

LICENCIADO CC

Licença Creative Commons
PESCADOR DE PENSAMENTOS de Adriano C. Tardoque é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.facebook.com/adriano.tardoque.