"Mesmo que os meus versos nunca sejam impressos, Eles lá terão sua beleza, se forem belos." (FERNANDO PESSOA)

SEBO ARILOQUE

SEBO ARILOQUE
Encontre aqui seu livro!

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

A PROMESSA DE PERSEU

Perseus and Andromeda, Charles Napier


Ei de devorar-te
Doravante...
Cobrir-te os ouvidos,
De palavras-lençóis.
Remeter-te ao insano,
Perder dos olhos,
Que viram 
Para dentro de ti.
Dentro de ti...
Dentro de ti,
Promover revoltas, 
Rebeliões, 
Independências!
Fazendo-te,
Dependente,
Do alimento
Que sirvo-te
Ao dente,
Ao contento...
Conduzir-te,
Aos Céus,
Seduzir-te,
Aos Infernos...
Provando-te
Na fúria,
Ou nos sentimentos
Ternos.
Diariamente,
Ser língua,
Condenada,
A falar-te, paixões,
Vadiagens...
Sentir teu gosto,
Sacanagens...
E jamais voltar, 
À míngua,
Acordar.

5 comentários:

  1. Deliciosamente, ao dente dos prazeres e dos sentidos sentimentos.

    ResponderExcluir
  2. Digestivo etílico tua poesia. Embriagada da
    lucidez, em ser "pescador de pensamentos".

    ResponderExcluir
  3. Brindemos com a bebida que se veste de alma para nos saudar... Um gole de saquê.

    ResponderExcluir
  4. Anjo me sinto tão leve cada vez que leio suas palavras, sou feliz por ter a oportunidade de partilhar a vida com alguem tão especial

    ResponderExcluir

Costuro o infinito sobre o peito.
E no entanto sou água fugidia e amarga.
E sou crível e antiga como aquilo que vês:
Pedras, frontões no Todo inamovível.
Terrena, me adivinho montanha algumas vezes.
Recente, inumana, inexprimível
Costuro o infinito sobre o peito
Como aqueles que amam.

Hilda Hilst

Postagens populares

LICENCIADO CC

Licença Creative Commons
PESCADOR DE PENSAMENTOS de Adriano C. Tardoque é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.facebook.com/adriano.tardoque.