"Mesmo que os meus versos nunca sejam impressos, Eles lá terão sua beleza, se forem belos." (FERNANDO PESSOA)

SEBO ARILOQUE

SEBO ARILOQUE
Encontre aqui seu livro!

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

LONG PLAY


Ligada,
Coloco-te girando...
Num ritimo único, intenso.
Minha língua-agulha,
Percorrendo tuas linhas,
tocando-as!
Emitindo teus altos e
Formidáveis e
Bons sons.
Termino um lado,
Hora de virar-te.
E ouvir
Todas as outras,
Canções do prazer.

3 comentários:

  1. Nossa! Minha imaginação foi longe agora, me atrevi tantos pensamentos de perversão..rs..aprendi com Freud..rs
    Amei, amei!! Sem palavras.

    ResponderExcluir
  2. Amei!!! Principalmente pela dualidade nas entrelinhas da interpretação...
    Prazer puro... de todas as formas, lados, percepções, sensações, emoções e terminando com o prazer inigualável

    ResponderExcluir
  3. ame esta canção de fernando pessoa é uma vida.

    ResponderExcluir

Costuro o infinito sobre o peito.
E no entanto sou água fugidia e amarga.
E sou crível e antiga como aquilo que vês:
Pedras, frontões no Todo inamovível.
Terrena, me adivinho montanha algumas vezes.
Recente, inumana, inexprimível
Costuro o infinito sobre o peito
Como aqueles que amam.

Hilda Hilst

Postagens populares

LICENCIADO CC

Licença Creative Commons
PESCADOR DE PENSAMENTOS de Adriano C. Tardoque é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.facebook.com/adriano.tardoque.