"Mesmo que os meus versos nunca sejam impressos, Eles lá terão sua beleza, se forem belos." (FERNANDO PESSOA)

SEBO ARILOQUE

SEBO ARILOQUE
Encontre aqui seu livro!

terça-feira, 20 de julho de 2010

VITRAIS



Olhos,
Boca,
Seios,
Mãos...
Sagrados e
Profanos
Vitrais,
que diluem
sobre meus
Olhos,
Boca,
Peito,
Mãos...
As luzes
e as cores,
Sagradas e
Profanas
De dentro
de ti.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

CAMAFEU


Desespero que me toma e consome,
Na ânsia amarga de desconhecer,
As origens destes olhos sem nome,
Que levam o poeta a enlouquecer!

Do céu, vem eles, eu sei!
Pela harmonia do Oriente nos traços,
Ou como a doçura dos motis nos pratos,
Que em admiração, nos sonhos, experimentei...

Do inferno, vem eles, sei bem eu!
Pelo assombro que ao meu sono, carregou,
E que nas imagens dos pensamentos, se perpetuou,
Ao congelar-se no virtual camafeu.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

AO BAILADO PARADO DA DAMA DO LAGO

 
Ao cruzar a ponte do desejo perdido,
Na dança de gesto inebriado,
Defrontaste a árvore do fogo esquecido,
E saudaste as pétalas do espírito ardido.


Rodaste, rodaste, o bailado pagão,
Das regras sem regras, o corpo, então,
Serpenteia as ondas, acima do chão,
Avivando outros olhos, em elevação.

Foto: Adriano C. Tardoque

domingo, 4 de julho de 2010

NATIVA CRIANÇA


 Nativos,
Altivos,
Das terras,
Das eras.

Esperança,
Herança,
Da beleza,
Da natureza.

Comunhão,
Concepção,
Do sujeito,
Do respeito.

Cultura,
Candura,
Da alma,
Da calma.

Esperança,
Herança,
Da nativa
Criança.

Foto: Crianças brincando - Etnia Yawalapiti - Fotografo: André C.S. 2009 http://www.flickr.com/photos/andrecss/page2/

Costuro o infinito sobre o peito.
E no entanto sou água fugidia e amarga.
E sou crível e antiga como aquilo que vês:
Pedras, frontões no Todo inamovível.
Terrena, me adivinho montanha algumas vezes.
Recente, inumana, inexprimível
Costuro o infinito sobre o peito
Como aqueles que amam.

Hilda Hilst

Postagens populares

LICENCIADO CC

Licença Creative Commons
PESCADOR DE PENSAMENTOS de Adriano C. Tardoque é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.facebook.com/adriano.tardoque.