"Mesmo que os meus versos nunca sejam impressos, Eles lá terão sua beleza, se forem belos." (FERNANDO PESSOA)

SEBO ARILOQUE

SEBO ARILOQUE
Encontre aqui seu livro!

quarta-feira, 25 de maio de 2011

LÁZARO

"A Ressurreição de Lázaro" - Rembrandt
Ao jovem poeta Eduardo Lázaro.

Lê,
Ama,     
Zomba,
Acredita,
Recria,
Olha,

Sê...

Nos versículos escritos no tempo passado,
Em que diante da morte, o deus-homem chamou,
"Levanta-te e anda!", e o jovem escutou:
Lázaro! Tu és milagre, ressuscitado!

Agora que disto, sois então ciente.
"Senta-te e escreve!", diria o Senhor,
"Eis a força motriz da vida: o amor!"
Em suas palavras, bem dito é o presente.

3 comentários:

  1. Uma das mais significativas e marcantes passagens da mitologia cristã. A história de Lázaro foi uma das poucas coisas que impactou minha vivência passada no catolicismo.

    ResponderExcluir
  2. Está mais do que eu poderia esperar se um dia eu imaginasse que teria uma poesia bem escrita à minha pessoa de certa forma. Parece até que hoje é meu aniversário!rs Sabe quando vc ganha um presente no seu dia de aniversário e fica contente?rsrs - Obrigado Adriano. Vamu que vamu que temos muito pra escrever e chamar de poesia ainda! Abração! Sem contar que Rembrandt é mágico, só ele pinta tanta bondade seja em qual semblante for, muito bom gosto! Sintetizou muita coisa de uma forma bem otimizada nos versos!

    ResponderExcluir
  3. Sei que o otimismo não é a única das faces e que possamos dar graças aos "deuses" por isso.

    É importante e de bom grado encontrar pessoas que produzem pela beleza estética da poesia, seja lá qual o conceito que sentiu, viveu ou idealizou. A poesia é um mundo paralelo. Quimérica, feérica, casa da razão ou perturbação. É nossa ferramenta, nosso prato de comida, nosso vinho, nossa oração.

    ResponderExcluir

Costuro o infinito sobre o peito.
E no entanto sou água fugidia e amarga.
E sou crível e antiga como aquilo que vês:
Pedras, frontões no Todo inamovível.
Terrena, me adivinho montanha algumas vezes.
Recente, inumana, inexprimível
Costuro o infinito sobre o peito
Como aqueles que amam.

Hilda Hilst

Postagens populares

LICENCIADO CC

Licença Creative Commons
PESCADOR DE PENSAMENTOS de Adriano C. Tardoque é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.facebook.com/adriano.tardoque.