"Mesmo que os meus versos nunca sejam impressos, Eles lá terão sua beleza, se forem belos." (FERNANDO PESSOA)

SEBO ARILOQUE

SEBO ARILOQUE
Encontre aqui seu livro!

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

SÓ AS MÃES SÃO


Só as mães são felizes.
Só as mães são matizes.
Só as mães são diretrizes.
D'uma mãe tu vieste,
Para a Mãe Terra, voltara.
Deus, em nada, nunca mandou e nem mandará.
A obra toda é da mãe dele. Pensaste?


domingo, 27 de janeiro de 2013

VOLÚVEL SOLÚVEL



Silencio.
Retorno volúvel
esperado.
Antes fosse,
quem dera
como os Risíveis Amores
de Kundera.
E não o desespero
de encontrar abrigo
a todo custo
em algum peito.
Perder
a graça
o jeito
o discurso
o amigo.
Quem dera...
Antes fosse
um recado
solúvel.
Silêncio.

sábado, 12 de janeiro de 2013

MEMÓRIA AFETIVA




As gotas caem
e juntas formam
o abraço quente
que molha e bagunça
da cabeça aos pés
os fios brancos
desentendidos de si
e dos outros.
Sensação aconchegante
sem razão, entendimento.
Simulacro peito de mãe
vazio de leite,
soberano em comportar.
Silêncio que canta a cura,
de angústias, solidão,
perdas e desiludidas
memórias.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

TATUAGEM DE DRAGÃO



Ora, pois então.. veja
tudo que se desperta
na fúria de quem beija
com instintos em oferta:


Libertar com a língua
desorientada, louca
o dragão na sua pele,
para depois, a míngua,
na fome da sua boca,
ser eu, devorado por ele.

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

MORFEU


Nada é sono
tudo é sino.
Desperta!
Alerta!
Pensamento
instrumento
cretino.
Desatino
de querer
resolver
o dia,
quem diria,
numa noite,
sob o açoite
das horas
sem dormir.
E o porvir
que não vem
por bem?
Desfalece
o sentido
e vencido,
se entrega
sem trégua
ao que me prometeu
o Morfeu.

Costuro o infinito sobre o peito.
E no entanto sou água fugidia e amarga.
E sou crível e antiga como aquilo que vês:
Pedras, frontões no Todo inamovível.
Terrena, me adivinho montanha algumas vezes.
Recente, inumana, inexprimível
Costuro o infinito sobre o peito
Como aqueles que amam.

Hilda Hilst

Postagens populares

LICENCIADO CC

Licença Creative Commons
PESCADOR DE PENSAMENTOS de Adriano C. Tardoque é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.facebook.com/adriano.tardoque.