"Mesmo que os meus versos nunca sejam impressos, Eles lá terão sua beleza, se forem belos." (FERNANDO PESSOA)

SEBO ARILOQUE

SEBO ARILOQUE
Encontre aqui seu livro!

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

SÊ FRIDA


Calo diante
dos teus olhos
de Medusa.
Petrifica-me
e pinta-me
com as cores e dores
entranhas nossas.
Ainda que
Sofrida
Sê Frida
Comigo,
Comida
Pintando-nos
Trepados
Emanando
Cores.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

ADRIANA


Um dar-se 
desmedido
Incompreendido
Que não diz
Quem se é.
Confusões regadas
De risadas
Destoadas
Por algo qualquer.
Explosões sensuais
Ininterruptas
Abruptas
Casuais
Memoriais!
Anasalada fala
Manhosa
Caudalosa
Que respira e cala.
Amor em feixes
Feitos
E desfeitos
Espalhados
Espantados
Como peixes
No mar que se tem.
Ser tudo
E ser nada
Que nada
E é o que vem:
Sonhar
Esperar 
Ousar,
Quem sabe,
Alguém.
Como deseja
Que assim seja
Além, 
Amém.



sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

CHEGAR LÁ



Palavras trocadas,
Vontades alimentadas,
Paciência para chegar lá.
Chegar lá. Voltar.
Distancia, desistir.
Não resistir, chegar aqui.
De vez chegar lá.
Chegar lá, chegar lá.
Voltar pra lá.
Ficar aqui.
Chegar lá,
Pensar lá,
Pensar aqui.
Chegar aqui,
Ficar lá.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

NUANCES


Foste passado,
distante, lembrança,
paixão, vazio...
E correndo a vida
como corre um rio,
viraste música, insônia,
desejo, vontade,
fome, vício, saudade.
Eu, dependente alquímico
dos teus aromas e fluídos
transmuto meus sentidos
em ação, intensão, invenção,
emoção, ereção, emulsão...
Todas as nuances do tesão!

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

CAZUZANDO EM ALTA TENSÃO



Se quiser fumar, sobe a escadinha.
Se quiser um café, eu faço.
Se quiser trepar outra vez, eu trepo.
Se quiser tudo, eu tudo.

Eu quero tudo, tudo
Que você tem para me dar.
E o que você não tiver
Pode inventar.

UM CERTO BRASIL



Ao amigo e poeta Janderson Brasil

Em nome, és símbolo tropical
e dele tantas são as variedades
que temperam a diferença:
és sagrado e profano,
sagaz e romântico,
barroco e contemporâneo.
No planejar ou agir momentâneo,
no costurar poesia ou cântico,
conhece, reconhece e experimenta...
Pois da vida, escolheu as possibilidades,
que de uma em uma, te elaboram como tais...
realidades!

domingo, 3 de fevereiro de 2013

O CANTO DA OFERENDA


O nascer do Sol veio anunciar
escorreu a luz dourada pelo ar
abrindo a passarela para a sereia
que com seu véu azul vai desfilar...

O destino oferecido na areia
é levado pelo mensageiro mar
o que for definitivo é guardado nas profundezas
e o que não é aceito vai voltar...

Canta a sereia, para me chamar. 
Canta a sereia, para me chamar.

(1995)

A SUTURA E A CURA



A cura que interessa,
não tem jura ou promessa
Apenas a manifestação expressa
da louca vontade de não resistir:

A dádiva primordial do beijo, permitir
E deixar o apaixonado suturar com lábios
Todas as chagas que não fechavam.

Ver amar, então, os que não amavam
Convertendo os antes angustiados em sábios
Pelo simples fato, do amor existir.

Pedir,
Poder ir,
Poder vir.
___________________________________________
Imagem: Rogério Fernandes "Só ri das cicatrizes quem nunca fora ferido pelo amor"
Fonte: http://www.rogeriofernandes.com.br/novo/?p=3510

IN...



Teus olhos
E boca
Me capturam.
Paralisia
Contemplativa
Que desperta
Os desejos
E a fúria ativa
De cobrir-te
De beijos
Infinitos
Infindáveis
Inflamados
E cobrir-nos
De fazer
E acontecer
O prazer.
Para assim,
Ao fim,
Cobrir-me
Da infinita
Infindável
E Inflamável
Satisfação.

Costuro o infinito sobre o peito.
E no entanto sou água fugidia e amarga.
E sou crível e antiga como aquilo que vês:
Pedras, frontões no Todo inamovível.
Terrena, me adivinho montanha algumas vezes.
Recente, inumana, inexprimível
Costuro o infinito sobre o peito
Como aqueles que amam.

Hilda Hilst

Postagens populares

LICENCIADO CC

Licença Creative Commons
PESCADOR DE PENSAMENTOS de Adriano C. Tardoque é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.facebook.com/adriano.tardoque.