"Mesmo que os meus versos nunca sejam impressos, Eles lá terão sua beleza, se forem belos." (FERNANDO PESSOA)

SEBO ARILOQUE

SEBO ARILOQUE
Encontre aqui seu livro!

sexta-feira, 22 de março de 2013

ESTACA ZERO



Estaca zero,
encravada no peito.
O que foi dito não se escreve.
O que se escreveu não se lê.
O que se lê não se fala.
Culpa das vampíricas
idéias minhas
de felicidade.

(21/03/2013)

MÚSICA QUE PLANA


Se você
com tua música
que plana
por aí,
pousasse aqui,
neste coração
confuso
e obtuso,
eu te daria
o que tenho
pleno
de que
seu quente
afago
dado
em trago
aliviaria
minha
dor.


quarta-feira, 20 de março de 2013

EU OUTONO


Eu,
de outubro,
sou um dos deuses
no outono.
Eu,
filho da terra,
da era
da quimera.
Eu,
o juiz
e o condenado
amante
amável
amado.
Príncipe
dos feixes
de luz,
da coroa
em Sol
que me abençoa.
Eu,
o guerreiro
do vento
frio que
em lâmina cortante
que vai adiante
derrubando
algozes
nomeando
mártires.
Eu,
outrora
apenas eu.

Imagem: Vincent Van Gogh, "Mulberry Tree", 1889. Oil on canvas

sexta-feira, 15 de março de 2013

A MANHÃ EM DOIS ATOS



ATO I

Sinto e vou
Dos limites, além
Do que sou
Do que me contém.
No caminho,
Se andas sorrindo,
És minha alma
Bendita.
Se cantas saudosa
És minha alma
Infinita.

ATO II

Na construção
Deste caminho
Sozinho
Sou mais
A contemplação 
De Thoreau
De Rousseau.
Abaixo Kant
Abaixo Comte
Antes que
Eu desencante.

(14/03/2013)

quarta-feira, 13 de março de 2013

JUÍZO



E quem não for pecador,
Que atire as primeiras palavras,
Pois a sutileza das pedras,
Não causará a mesma dor.

Imagem: fragmento de Michelangelo: "Juízo final".

(1993)

domingo, 10 de março de 2013

FITÁ-LOS



Nos teus olhos, me encontrei...
E sem consciência do que penso,
gritaram-me eles em silêncio,
"Eis que meu admirador eu conquistei!"
E no peito das fortes arrebentações,
também das tumultuadas emoções,
eu, o poeta, cantei para os ventos,
meus desesperados sentimentos:

Eu posso fitá-los nos dias de frio.
Eu posso fitá-los por horas a fio
Eu posso fitá-los pra re-significar.
Eu posso fitá-los voltando a sonhar.
Eu posso fitá-los buscando a verdade.
Eu posso fitá-los pela eternidade.


Imagem: Magritte: "Os amantes" (1928)
Costuro o infinito sobre o peito.
E no entanto sou água fugidia e amarga.
E sou crível e antiga como aquilo que vês:
Pedras, frontões no Todo inamovível.
Terrena, me adivinho montanha algumas vezes.
Recente, inumana, inexprimível
Costuro o infinito sobre o peito
Como aqueles que amam.

Hilda Hilst

Postagens populares

LICENCIADO CC

Licença Creative Commons
PESCADOR DE PENSAMENTOS de Adriano C. Tardoque é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.facebook.com/adriano.tardoque.