"Mesmo que os meus versos nunca sejam impressos, Eles lá terão sua beleza, se forem belos." (FERNANDO PESSOA)

SEBO ARILOQUE

SEBO ARILOQUE
Encontre aqui seu livro!

quarta-feira, 17 de julho de 2013

ALMA TROCA


Minh’alma está naquilo que toca
Na relevância do que lhe edifica
Em uma relação dinâmica de troca
Que na arte se exemplifica.

MEMÓRIA INFANTE


I
Pai, agigantado, chegando fardado.
Em suas mãos, geleias vermelhas e amarelas.
O menino inventivo, deixa o martelo de lado,
E sai correndo ao encontro delas.

II
A vida sem televisão, não seria nada!
Ainda que, diante desta caixa encantada,
A irmãzinha dança-pula, pra lá e pra cá,
Não há quem diga que um dia cansará.

III
Concentrado, introspectivo o irmão
Deitado, pernas cruzadas, livro na mão,
Interrompendo o silêncio com uma gargalhada
Do programa de TV que conta piada.

IV
A mãe faz as unhas, fala frequentemente.
E de uma hora para outra fica irritada,
Mas isso passa logo, e ela animada,
Faz bolinho de chuva e fica contente.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

SÍSIFICO


Eis então o império lascivo
despertado entre os instintos
num estouro d'uma horda dionisíaca
pisoteando frágeis lampejos apolíneos,
legando aos efêmeros dias
a maldição desta
condição sísifica
de jamais findar.

Imagem: Magritte
Costuro o infinito sobre o peito.
E no entanto sou água fugidia e amarga.
E sou crível e antiga como aquilo que vês:
Pedras, frontões no Todo inamovível.
Terrena, me adivinho montanha algumas vezes.
Recente, inumana, inexprimível
Costuro o infinito sobre o peito
Como aqueles que amam.

Hilda Hilst

Postagens populares

LICENCIADO CC

Licença Creative Commons
PESCADOR DE PENSAMENTOS de Adriano C. Tardoque é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.facebook.com/adriano.tardoque.