"Mesmo que os meus versos nunca sejam impressos, Eles lá terão sua beleza, se forem belos." (FERNANDO PESSOA)

SEBO ARILOQUE

SEBO ARILOQUE
Encontre aqui seu livro!

terça-feira, 23 de maio de 2017

DAS LUTAS MEMORÁVEIS


27/01/2017

Nas lutas memoráveis entre
A memória de elefante
E o esquecimento seletivo,
Eu me lembro
que estou esquecido
de quem havia vencido!

MATER DAY


09/05/2017

Ainda há pouco,
era o teu passado,
do presente deslocado
e de futuro inesperado.
O tempo era incerto,
quando visto de perto,
imperfeito, e em aberto,
entregue ao inusitado.
Efêmera é hoje a tua vida:
dia a dia percorrida,
num caminho só de ida,
de riso livre e avivado.

NOTAS URBANAS: MOEMA


18/05/2017

Na esquina 
da Santo Amaro,
o semáforo vermelho
para 
para um quem,
sem pernas,
esmolar 
em nome
de qualquer 
santo.
Perto 
de onde
os pássaros 
são ruas,
no caminho 
do pouso,
as gigantes aves 
de aço, 
com seus 
cantos turbinados,
soltam ruídos
que roubam 
os ouvidos.
Nas calçadas
os narizes 
que amaldiçoam 
a barbárie 
da urina humana
nos centros,
passeiam sorrindo
por cima
da urina 
dos próprios cães
na civilizada
zona nobre
de Moema.

Foto: Passagem entre as ruas Pintassilgo e Araguari.

sexta-feira, 17 de março de 2017

EU TROQUEI VOCÊ POR MIM


Não importa mais
Ter compartilhado o mar,
Respirado o mesmo ar,
Admirado o luar,
Beber no mesmo bar,
Juntos caminhar,
Ou de bobagens gargalhar.
A vida é assim,
Os caminhos tem seu fim
E Eu troquei você por mim.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

O CHÃO E AS NUVENS



Era chão
que desfez.
Não tinha altura para soltar o corpo
caiu lentamente de dentro para dentro
com olhar fixo para as nuvens
mão estendida para tocar o céu,
as canções, ou alguma coisa
que valesse uma imagem final.
Impacto violento.
Era chão.
Era o fim
de uma fração
de segundos
de solução.
Costuro o infinito sobre o peito.
E no entanto sou água fugidia e amarga.
E sou crível e antiga como aquilo que vês:
Pedras, frontões no Todo inamovível.
Terrena, me adivinho montanha algumas vezes.
Recente, inumana, inexprimível
Costuro o infinito sobre o peito
Como aqueles que amam.

Hilda Hilst

Postagens populares

LICENCIADO CC

Licença Creative Commons
PESCADOR DE PENSAMENTOS de Adriano C. Tardoque é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 Unported.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.facebook.com/adriano.tardoque.